Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Obrigadinha São Pedro!





- Posted by my iTouch. Marcela M's.

"Comigo é na base do beijo, comigo é na base do amor..."


Hoje entendo que realmente Deus escreve certo por linhas tortas. Se não fosse pelo rematch (recolocação de família) que passei, eu não teria a oportunidade de viver essa experiência e entender o quanto a vida é linda pra ser desperdiçada e o quanto ajudar os outros pode te fazer uma pessoa melhor.

A foto é a prova do quanto um bom coração pode transformar a vida de uma criança. E não é questão de se gabar não. Já recebi elogio dos pais e dos avós dele, da professora de natação, das mães no parque e pelo desenvolvimento dele na escola, as coisas estão indo muito bem. Todo mundo percebe o trabalho que faço com ele e quanto amoroso ele se torna a cada dia.

Ele tem essa mania de me dar uma chave de braço (sente a pegada hahaha) e me lascar um beijo.

Ele tem autismo leve. Pra quem não sabe, ou nunca ouviu falar, o autismo é definido como síndrome (um conjunto de sintomas) e como qualquer outra síndrome, pode variar do mais básico ao mais severo tipo. Não tem especificação certa, mas é um transtorno cerebral.

Fica o site pra vocês lerem mais sobre:

O dele é bem leve. Ele faz tudo por conta própria, é ótimo em matemática, adora soletrar palavras e é esperto pra caramba. Além de tudo ele tem um coração muito bom e quando acha que tem que expressar o que sente, ele faz. Ensino Português pra eles, e ele às vezes vira e diz "Beijo?". Qualquer um entende um gesto de carinho e de afeição. Ele realmente está "in love" por mim rs e eu sinto um orgulho tremendo de publicar isso no blog.
Quando comecei a trabalhar com ele, havia mais agressividade, mais gritos, mais reclamações e as lições eram terríveis, fora que ele odiava lição de casa. Hoje ele faz sem reclamar, segue os horários certinho. Aprendi aos poucos a lidar com o "mundo" que ele vive. Um mundo imaginário e fantástico de se debulhar. Ele repete falas dos desenhos e dos filmes que vê, pra se expressar no dia-a-dia. Por exemplo:

"Turn it off" = significa desligar.
Ele aperta um "botão" em mim e diz isso quando quer que eu cale a boca hahaha.

"Marcela goes to Brazil" = Marcela vai pro Brasil.
Ele diz quando quer que eu saia, porque eu tô incomodando.

Coisas do tipo. Cada dia surge uma frase nova, uma palavra nova. E tenho que acompanhar as coisas que ele assiste, senão fico mais perdidinha do que sei lá o que.

No final das contas é pura diversão e um orgulho tremendo em fazer ele se tornar uma pessoa cada vez melhor. E o melhor de tudo, as pessoas reconhecem isso.

Beijão desse aí pra vocês!

Nós num dia ensolarado!

Ela estava imitando a Estátua da Liberdade!
Depois eu falo da imaginação dela e vocês não acreditam rs!

"Marcela Gbrela Reos"


Ela fez na escola e me deu de presente.
Tá na parede do meu quarto!
Fora o meu nome escrito perfeitamente hahaha. Ela é linda!

Miss Brasil


Eu dei às costas, ela pegou a minha canga (que a Mary me deu), se enrolou toda aí, e disse "Olha Marcelaaaaaa. Miss Brasil."

Fica a foto pra vocês!

Beijos.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Eu só queria um cafézinho, please!



Hoje acordei pensando "Preciso tomar um café". Não um café qualquer, um café comum, eu precisava de verdade de um café reforçado. Foi então que resolvi escrever sobre o café daqui, e o verdadeiro café do Brasil. Qualquer assunto é assunto bom se você tem o que falar.

O café do Brasil é forte. Quando você toma uma xícara, já desperta. E com aquele pão francês ainda, hummm... delícia. Aqui você toma um "balde" de café, e nada. Fora que eles ainda tem coragem de te oferecer descafeinado. Porque alguém toma café sem cafeína? Se for pra tomar sem cafeína, toma antes de dormir então. Que coisa mais maluca.

O café daqui é horrível, mas já me acostumei. Na primeira vez que fui tomar café, pedi: "um café pequeno por favor?". Ok, você pode fazer um esforço tremendo pra pensar numa xícara de café, mas aqui não tem essa. O que era pra ser pequeno, é o super grande master gigante do Brasil. Levei a manhã toda pra acabar com o meu cafézinho esperto. Veio um copo grande de café. Daí vi o próximo da fila pedindo um café grande. Aí você pensa "Nossa, eu pedi pequeno e veio grande. Que tamanho será o grande?". Pois é, o cara sim, pediu um "balde" de café. E me fez até pensar que ele ia passar metade do dia pra acabar com aquele copão e não ia dormir por um mês de tanta cafeína no sangue. Coitado.

Hoje descobri que o copão de café é só pra te manter aquecido. No inverno, se você usasse o café do Brasil pra te aquecer, realmente você teria insônia o mês inteiro. Tem sentido tomar café sem cafeína, ou então esse café aguado, pois é só pra esquentar o corpo. O gosto é horrível, mas não se tem boas opções. Aí você diz "Então por que não toma chá?". Oras, porque eu gosto de café e sem café eu não começo meu dia rs. Bom, se você tem intenção de vir pros EUA e tomar aquele cafézinho do bar da esquina, WAKE UP BABY, pois aqui você vai ter que torrar os seus $5 dólares, pra tomar um café meia-boca no Starbucks, ou você opta pelo café de $2 dólares na 7 eleven.

Em casa tenho Pilão, e às vezes invento de fazer, mas agora que já me acostumei com o café americano, o Pilão me deixa "ligadona" e funciona como pó de guaraná. Tenho que usar com moderação.

Outra observação do café aqui, é que você chega pra pedir e vê a lista de opções. Tem café de todo jeito, de tudo quanto é forma: American Coffee, Latte Coffee, Skin Milk with Coffee, Regular Milk with Coffee, Flavor Coffee, Iced Coffee, entre outros. São tantas opções que se você não entende, você fala: "Me vê um café normal por favor" hahaha. Melhor arriscar o básico do que passar vergonha. O idioma é outro lembra? Não contente em escolher o tipo de café, você tem que escolher se é com adoçante, com açúcar, com mel, com açúcar mascavo, com chocolate em cima ou canela. Ah você quer com adoçante? Quantas gotas? Açúcar? Dois ou três saquinhos? É tanta frescura que você acaba descobrindo o porquê do café ser tão caro. Só falta o assistente pular, sapatear e fazer "Olaaaa" com o seu café. Não é exagero. Se em dólar você acha barato, faz a conversão pra ver se compensa. Não é nada legal pagar $10 reais num café.

Pra acompanhar o café não tem pão francês. Aqui se come Bagel com Cream Cheese. No começo me sentia comendo um pedaço de borracha com queijo, mas agora já me adaptei também. "Quem não tem cão, caça com gato...". Quem não tem outra opção, se rende. Isso é fato.

Beijão!

M's 

terça-feira, 27 de abril de 2010

Pensamentos de uma criança grande!


Ela tem 6 anos de idade, mas a cabeça é de uma criança bem mais velha. Essa é a minha menina, Bec. Inteligente, sarcástica, esperta e linda, ela tenta de toda forma mostrar que entende muito bem o que você fala, e ainda consegue provar que você pode fazer o que for, ela vai te superar.

Baseadas em fatos reais rs, seguem algumas das conversas que já tivemos e ela me fez rir horrores.

Estávamos na pizzaria, ela olha os quadros na parede e diz:
"Marcela, qual dessas obras parecem mais reais?"

Ela tem várias amigas imaginárias, e cada dia é um nome. Durante o jantar, ela vira pro lado e começa  a bater um super papo com a amiga dela. E em uma das falas:
"Minha filha não pára de chorar. Acabou de nascer e eu não posso nem sair pra jantar."

Falando sobre estética e beleza:
"Marcela, você é muito bonita, mas você é gordinha sabe? Mas você não é gorda como a minha tia. Ainda bem né?"

Durante o jantar sempre tem Harry Potter no assunto principal. Ela entende tudo sobre os filmes e faz até análises. Eu não entendendo boa parte das coisas que ela fala, porque não sou fã assim do Harry, mas ainda bem que tenho o pai por perto pra salvar as idéias dela.

Ela tem mais de 34 Barbies, e um belo dia ela me diz:
"Não acho minha barbie de vestido roxo, sapato preto e de cabelo longo. Me ajuda!"

A pergunta que não quer calar:
"Marcela, vc tem namorado?" (abusadaaa rs)

Durante o jantar numa pizzaria, ela me diz com um sorriso tímido e bochechas vermelhas:
"Marcela, ele acenou pra mim." (ela estava falando do garçom)

E falando sobre Fadas, Duendes e Imaginação:
"Você acredita em Papai Noel? Eu não. Isso é só uma coisa que inventaram. Eu só acredito na Fada do Dente."

E numa tarde de sol:
"Antes da gente brincar, tenho que passar no hospital pra ver minha filha. Acabei de ter bebê, lembra?"

Ditados Populares:
"Você sabe o que significa "dar uma mão"? Quando minha vó me disse eu falei: "Por que você quer uma mão minha? Aí ela me explicou que era "dar uma ajuda."

E antes do jantar:
"Pai, isso foi sarcasmo, certo?" (uma criança de 6 anos fala de sarcasmo?)

Ela é super vaidosa e convencida rs. Perguntas típicas:
"Você não acha que a minha voz é linda?"
"Você não acha que meu cabelo é super liso?"

Quando voltei do Brasil:
Eu: "E aí, sentiu saudade de mim?"
Ela: "Sim, mas foi algo que eu guardei aqui dentro (apontando pro peito), sabe? Não contei pra ninguém."

No parque, sentada na grama:
"Marcela você é meu sofá particular. Super confortável."
(eu mereço, fala sério.)

Mais um papo durante o jantar:
"Pai, por que mataram aquele presidente? É... como ele se chama mesmo?"

Sobre religião:
"É impossível uma pessoa ser judia e cristã. Impossível Marcela. Me explica como isso pode acontecer? E o que será dos filhos dessa pessoa se ela tem duas religiões? Não dá Marcela. Não tem como."

E na sexta à noite:
"Boa noiteeee. Vai pra casa da Priscila de novo?!"
(kkkkkk)

"Olha, sabia que eu te amo? Você é a melhor babysitter que a gente já teve. Eu amo você, porque você não grita. Você é educada. Se o Ian sobe na mesa você nem grita. Assim é melhor. Pedir baixinho."
(Imagina só o que ela já ouviu de berro hein?!)

Na loja de brinquedos:
"Você não acha que mereço um presente?"
(cara de pau)

É isso. Queria compartilhar o meu dia-a-dia com ela, que é surpreendente. Ela me encanta e me assusta rs. Se alguém tiver falas assustadoras dessas crianças, divulguem aí.

Um beijão... uma ótima terça!


segunda-feira, 26 de abril de 2010

Curso concluído - EAP

Lembram do curso "English for Academic Purposes"? Pois é, chegou ao fim. Parabéns a todos que concluiram e um abraço forte pra quem permanece a amizade.

Vixe, dia 27?! Caramba. O tempo está voando.

Beijãoooo!














Acessos e Comentários

O blog está com mais de 300 acessos semanais, incluindo Brasil, EUA, Portugal, Reino Unido e Alemanha. Mas a galera esquece de comentar. Muita gente me manda por e-mail. Vamos comentar por aqui mesmo galera e se quiserem ajudar a divulgar fico feliz também.

Beijão.


- Posted by my iTouch. Marcela M's.

Photoshop




Relembrando a KPR, achei a primeira brincadeira que fiz no Photoshop. Resolvi publicar e reforçar que as coisas mudam, a vida continua e cada um segue seu caminho, seja no amor, no trabalho ou apenas na amizade.

Meu fim de semana foi muito bom. Ju, Pri, Vanessa, Mayra, New York, New Jersey, baladas, White Plains, amigos e muita risada. Agora resfriada, mas livre, leve e solta. Dando um chute no passado e abraçando o futuro.

Saudades da minha mãe =)

Ocupe a cabeça, porque cabeça vazia já sabe né?!

Mega beijo gente! E meninas, obrigada mais uma vez pela mega força.


- Posted by my iTouch. Marcela M's.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Flash Mob - BSB em SP

Segundo Wikipédia:

"Flash Mobs são aglomerações instantâneas de pessoas em um local público para realizar determinada ação inusitada previamente combinada, estas se dispersando tão rapidamente quanto se reuniram. A expressão geralmente se aplica a reuniões organizadas através de e-mails ou meios de comunicação social."



Pois é, elas foram para Avenida Paulista mostrar o quanto amam os Backstreet Boys. Organizado pela Karina Portela, antiga amiga que conheci na Athos, o evento aconteceu no dia 17 de abril de 2010. Dentre as meninas estavam envolvida a Fernanda Patucci, amiga que conheci no show dos BSB em SP. Elas são fãs de carteirinha, amam os BSB mais que tudo e arrasaram no evento. Publico no blog pra mostrar que JUNTOS as coisas funcionam e, também, que o mundo é um ovo, porque conheço as duas, elas se conheciam e eu não sabia. Bem legal.

Parabéns à todas as meninas pelo evento e pela dedicação. Achei o máximo.
Todo lugar onde há atitude, há resultados. Satisfatórios ou não, a gente sempre aprende alguma coisa.

Sucesso!

Beijos.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Dez meses de EUA. Dez mandamentos da Bíblia.


1- (Amar Deus acima de tudo)
Amar seu quarto e seu banheiro de Au Pair acima de tudo, mesmo que você compartilhe e eles estejam sempre uma zona. Você fica morando neles no mínimo 1 ano, então ACEITE e LIMPE-OS.

2- (Não fazer imagens para adoração)
Aceitar que o Cristo Redentor é bem maior que a Estátua da Liberdade, e que os filmes americanos sempre te enganaram. Viva à direção de fotografia.

3- (Não tomar seu santo nome em vão)
Não usar o nome da Counselor em vão. Você depende dela pro Rematch e ela pode ferrar sua vida. Conte até 10.

4- (Guardar o dia de sábado)
Na Bíblia diz “Descansar no sétimo dia”, portanto aproveite seu fim de semana livre. Sábado e Domingo de folga não é pra qualquer um. Invista!

5- (Honrar pai e mãe)
Não dê uma de filha desnaturada. Ligue pra sua família sempre que puder, ou então facilite a comunicação. Quem vive de pensamento é telepata.

6- (Não matar)
Não matar as criancinhas. Elas mantém o seu salário pra gastar na Best Buy, na Guess ou até mesmo na Abercrombie & Fitch. Santa Fifth Avenue!

7- (Não adulterás)
Adultério. Se você vier pros EUA namorando, aceite o fato de que uma hora você ou ele vai ser o corno. 365 dias é muito tempo e você só se dá conta quando a carência começa a te sufocar. Se não rolar traição, PARABÉNS! Jogue na Loto!

8- (Não furtar)
Não roubar as canetinhas coloridas pra usar no seu curso de inglês. Na loja de 1 dólar você encontra. Nada de mesquinharia.

9- (Não levantar falso testemunho)
Não espalhe fofoca sobre tudo o que você vê. O álcool é perigoso e as americanas fazem coisas piores quando estão sóbrias. O mundo gira e o Barman impressiona. Você pode ser a próxima. Pense!

10- (Não desejar a mulher do próximo e nenhum de seus bens)
Não cobiçar o affair do próximo, ainda mais se for americano com atitude, lindo, loiro e alto. Confie no seu HIGH HEEL (salto alto).







quarta-feira, 21 de abril de 2010

Madrugadeando

Cinco da manhã e a insônia veio me fazer companhia de novo. Mas que saco, justo hoje?! Daqui a pouco tenho aula.
Já fiquei no orkut, no msn sem ninguém, olhei minhas fotos antigas e daí pensei em escrever no blog. Se pudesse escrever cada pensamento que eu tenho aqui, esse blog seria interminável. Minha cabeça está sempre cheia.

Dia 21 já?! Feriado no Brasil e niver da Fê Definis. Fê, que Deus te ilumine sempre e que você continue com esse coração enorme e abençoado. Ter sua amizade é um presente.
Parabéns! Saudades.

Hoje, mais uma vez, fiquei tentando entender o porquê de algumas coisas e cheguei à conclusão que a vida é puro "efeito borboleta". Pra quem já assistiu o filme, vai entender do que estou falando. Você pode ter o poder de mudar o passado, mas o futuro é o mesmo. As coisas acabam, porque tem que acabar. Você se muda, porque tem que mudar. Você viaja, porque tem que viajar. Por mais que você se arrependa de algo, isso tinha que acontecer. É aprendizado.
Chorar é expelir solidão. Sorrir é remediar o próximo. Você só fica bem com você mesmo num mundo sem rancor e solidão. Agora não tenho mais aquela paranóica de que estou sozinha e tal, mas antes era inevitável. Como eu chorei aff. Hoje entendo bem que sozinha posso permitir entender uma porção de atitudes e me machucar menos.
Tentei de várias formas fazer as pessoas que amo enxergarem "Óh, tô aqui viu?!", mas como sempre, e tenha certeza que isso é sempre, minha família foi sempre e será sempre a minha maior felicidade e orgulho. Não me abandonaram nunca. Nunca mesmo. E-mails, telefonemas, recados, webcam, messenger, tudo o que era e é possível, eles fazem pra me ver bem e em troca faço bem pra eles também. E nem vem com esse papo de estar em pensamento é estar junto, porque pensamento pra quem não entende de telepatia, não alimenta nada numa distância como essa.

Queria abrir parênteses para o que está acontecendo no mundo. Pelo amor de Deus. Até o Rio de Janeiro está na lista de desastres naturais. É furacão, ciclone, terremotos, deslizamentos, etc. O mundo está se transformando numa caixa de pesadelos. A saída é orar pra que a teoria de 2012, que o mundo acaba, seja somente pura ficção. Do jeito que o Brasil é zicado, não duvido nada de acabar o mundo antes das Olímpiadas e da Copa do Mundo rs. Credo!

Um beijo gente! Vou tentar dormir de novo!


- Posted by my iTouch. Marcela M's.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Quem vai dizer tchau - Nando Reis

Quando aconteceu? Não sei.
Quando foi que eu deixei de te amar?
Quando a luz do poste não acendeu
Quando a sorte não mais soube ganhar
Não..
Foi ontem que eu disse não..
Mas quem vai dizer tchau?
Onde aconteceu? não sei.
Onde foi que eu deixei de te amar?
Dentro do quarto só estava eu
Dormindo antes de você chegar..
Mas não..
Não foi ontem que eu disse não..
Mais quem vai dizer tchau?
A gente não percebe o amor
Que se perde aos poucos sem virar carinho.
Guardar lá dentro amor não impede,
Que ele empedre mesmo crendo-se infinito.
Tornar o amor real é expulsá-lo de você,
Prá que ele possa ser de alguém!
Somos se pudermos ser ainda
Fomos donos do que hoje não há mais.
Houve o que houve é o que escondem em vão,
Os pensamentos que preferem calar,
Se não, irá nos ferir um não -
Mas quem não quer dizer tchau.
A gente não percebe o amor
Que se perde aos poucos sem virar carinho.
Guardar lá dentro amor não impede,
Que ele empedre mesmo crendo-se infinito.
Tornar o amor real é expulsá-lo de você,
Prá que ele possa ser de alguém!
Possa ser de alguém
Possa ser de alguém
Ser de alguém!
Oh! Não!



- Posted by my iTouch. Marcela M's.

Ele é minha paixão!




- Posted by my iTouch. Marcela M's.

E no meio do dia...

E no meio de um vendaval uma criança te salva de qualquer mal.

E o coração conturbado. Só queria dormir e acordar com amnésia.

Dia ensolarado pelo menos.
Neve só em dezembro. Ainda bem.


- Posted by my iTouch. Marcela M's.

Os americanos




Eles são umas gracinhas, mas são lerdos, dançarinos terríveis e tem uns papos que meu Deus. Mesmo assim a gente se diverte. Nossos amigos americanos em White Plains.

- Posted by my iTouch. Marcela M's.

101 Donuts




Pri e Mayra se acabando nos Donuts que ganhamos na madrugada. Muitooooo bom hein?! Presentão.

- Posted by my iTouch. Marcela M's.

domingo, 18 de abril de 2010

Uma luta de um lutador só



Como faz falta ter um frentista rs. Essa foto foi o flagra no sábado agora. Achei ridículo tirar a foto no posto, por isso dei essa risada aí. Até que ficou uma graça rs.

Na semana passada parece que o caos resolveu tomar conta de mim. Além de ficar mal de saúde, foi confirmado os quase quatro anos de namoro jogados no lixo e confirmado que vir pros EUA namorando, é a pior merda que você pode fazer. Por outro lado indico para aqueles que acham que o amor é capaz de superar tudo. Cuidado. Pode tudo ser fachada e quando você menos esperar, a cobra te dá o bote. Mais um desafio aqui. Lidar com a dor de perder alguém que se ama por aventuras. Planos jogados no lixo por uma boa noite de motel, ou talvez pela fraqueza de não saber viver sozinho. O motivo não vem ao caso, mas viver na distância não é saudável. Agora o tempo vai continuar mostrando mais sobre a pessoa com quem me relacionei. No momento, não me importo. A dor é minha e dela cuido eu.

E pra curar dor de amor, só arrumando outro amor. Meu ex já fez isso antes mesmo de terminar. Estranho amor esse né?! E olha que nem tô falando do filme da Xuxa rs. Agora eu tô procurando alguém pra suprir essa fase. Talvez esteja tão perto quanto parece. Logo tudo fica bem e mesmo que seja sozinha, aprendi muito mais do que ser "mais um" na vida de alguém.

Meu remédio são meus amigos e minha família. E como não podia ser diferente, minhas lindonas me deram força e me animaram pra prosseguir neste fim de semana. É difícil, mas não é impossível.

Depois que eu digo que estar aqui desafiando a mim mesma e conhecendo cada vez mais aos outros, é algo único, ainda tem gente que duvida. Nunca tive tanta certeza de que estar aqui foi a melhor coisa da minha vida inteira. Sempre fui rodeada por pessoas muito queridas e hoje sei o quanto elas podem te machucar.

Tirando todo esse lado melancólico da história, tenho uma novidade. Consegui outro emprego aqui nos EUA. Diretora de Marketing da Assistech. A assistência e manutenção será toda feita pela internet. Tomara que tudo corra bem. Estou super feliz com essa vitória.

Ju Peixoto, feliz aniversário e que Deus guie sempre seus passos. Muito obrigada pela força de sempre e que você seja mais e mais feliz. Saudade grande de ti lindona.

Pra resumir o fim de semana: Mayra, Pri, Vanessa, Marley, Marina, os americanos, Thisty Turtle e Blend Bar, Ridgewood NJ e White Plains NY, as americanas, o povo descontrolado, nossos 100 Donuts que ganhamos na madrugada, arrepios, vontades, tristeza, filmes e cobertores, amigos, amigas, minhas ligações do Brasil, minhas irmães e minha mãe, minha família, meu tempo, dor, cerveja, um carro imundo, Red Bull e risadas. Tem horas que você vê um deserto, mas na verdade é um manancial.

Beijos.







sexta-feira, 16 de abril de 2010

No hell has the fury like a woman scorn

Acima das desilusões

Na vida todos nós enfrentamos desilusões.
Nos decepcionamos com amigos, parentes, e até conosco mesmo.
Nos desiludimos quando vemos um sonho se transformar em pesadelo, um alvo se transformar numa miragem bem distante, um desejo desaparecer como uma neblina.
A desilusão dói, como um ferimento.
Atinge a qualquer um, sem acepção.
Mas o importante é saber que novos sonhos podem ser sonhados, e que um novo dia certamente amanhecerá.
Fomos criados por Deus com a incrível capacidade de nos recuperarmos.
Fomos feitos com a capacidade de sair das cinzas para a glória, do nada para o tudo, da derrota para a vitória.
Como a águia, temos dentro de nós o desejo de voar grandes alturas, portanto também acima das desilusões.
Cada desilusão é um convite a um novo sonho, a uma nova visão da vida.
É um convite a um novo desafio, a um novo caminho...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Indo...

Desculpem a ausência no blog, mas tem momentos que a vida fica de pernas pro ar.
Já tem uns dias que sinto muita dor de ouvido, mas dessa vez veio pra derrubar.
Acordei com muita dor de cabeça, dor de ouvido e o estômago queimando. Me dava ânsia, e não tinha como vomitar. Uma dor do caramba. Tô tomando um monte de remédios e tentando ficar boa logo. Ontem me deu febre, mas acho que hoje está bem melhor. Preciso ver.
Não tenho novidades por enquanto a não ser essa sobre a saúde.
Sobre o coração, eu não quero comentar. Não aceito, não perdôo e não entendo mesmo o que aconteceu.
Falta menos de um mês pro meu aniversário. Vixe, a primeira vez que passo longe de todo mundo. Primeiro foi Natal e Ano Novo, mas foi super legal. Agora aniversário, é um caso à parte. Vamos ver no que vai dar.

Colei as fotos dos meus amores na parede do meu quarto. Ficou legal e dá pra amenizar um pouco da saudade. Coloquei até de quem não deveria colocar, mas faz parte. Bola pra frente.

As aventuras aqui andam acontecendo, mas como toda e qualquer aventura, passa. O povo americano é muito estranho pra se relacionar. O importante é se divertir, porque se for pensar demais, você capota.

Quanto mais o tempo passa, mais vejo o quanto as pessoas são altruístas e o quanto vale a pena viver por você mesma. "As pessoas decepcionam...". Por outro lado, existem uma ou outra que sempre estão contigo. A minha família é algo inseparável e SEMPRE está e esteve comigo.

Nesta semana recebi um e-mail da Fê Araújo, e nele continha: "Walking gets boring when you learn how to fly...", ou seja, "caminhar se torna chato quando você aprende a voar", e é verdade. Comecei meu planos caminhando, aprendi a voar e agora não sei mais parar. Fê, obrigada pelo carinho e pelos e-mails. Sinto muita saudade. Fica tranquila que tô levantando, tô tentando me renovar. Renovar o amor agora só dos amigos e de familiares, até achar alguém pra curar esse machucado.

Bom, deixa eu me cuidar, que nessa luta, sou eu contra (e à favor) de mim mesma.

Beijos.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Fim de semana de Páscoa


Na sexta-feira fui pra NJ mais uma vez. Era niver da Pri e a gente tinha que comemorar, claro.
Eu, Ju e a Pri fomos pra um bar em NJ mesmo. O lugar é um pouco parado, mas nos divertimos pra caramba com o Scott, amigo novo também e americano. A Ju é um espetáculo de simpatia e beleza e é amiga da Pri desde o Brasil. Agora está morando aqui. Depois do bar, fomos pra praça da cidade jogar conversa fora. Quando a madrugada começou a pesar, fomos pra casa dormir. Acordamos tardão no sábado e fomos bater perna de novo. Uma tarde super agradável em ótima companhia. Ganhei o dia. =)
No final do dia estávamos tão cansadas que não deu pra sair de novo, mas também nem precisava. Duas pessoas maravilhosas pra me fazer bem.
No domingo de Páscoa, a Ju voltou pra casa dela, a Pri já não tinha outros planos e então fui pra Caldwell ver a Van e a Mayra. Mais um momento de muita risada. Conheci um amigo da Van e um amigo do amigo da Van. Não vou colocar os nomes, porque é difícil de soletrar e eu não lembro mesmo. Mas os dois são super gente fina. Fomos pro Eagle Rock, o topo de NJ onde conseguimos ver New York City. A vista é linda mesmo. Fiquei jogada na grama pra relaxar e bater papo com a Mayra. Enquanto isso não me pergunte onde a Van estava com o amigo rs... brincadeira.
Voltei pra casa cansada, mas super feliz. Falei com a minha família, curti os meus amigos e sinto que realmente é conhecendo outra pessoa que a fossa vai embora. É hora de renovar, e é do amor mesmo que tô falando, mas é amor próprio. Ele é tudo nessa vida.
Fora o meu super furo de reportagem: desejar Feliz Páscoa pra minha host family. Eles são JUDEUS. hahahaha... foi o máximo!

P.S: Mudei meu número de telefone. Se alguém quiser, me manda e-mail, ou deixa comentário aqui. O tel é local e vale a pena pra quem precisa falar comigo. Bjos.

MR's. Um primo em NYC.



MR's - Marcos Rios e Marcela Rios em NYC.

No dia 22 de março, meu primo Marquinhos veio pra NYC passar uns dias. No dia 22 mesmo fui pra lá pra encontrá-lo. Uma megaaaaaaaaa chuva e a gente andando na Broadway. O importante é bater pernas rs. Com os pés congelados e ensopados, andamos alguns quarteirões e fomos conversando sobre uma porrada de coisas.
Ele passou a semana em NYC conhecendo tudo quanto é lugar e fazendo compras. No fim de semana tínhamos marcado de fazer um tour pra 4 lugares: Atlantic City, Baltimore, Philadelphia e Washington DC. Nós fomos pro tour e foi bem divertido, mas o problema foi que não passamos pela Philadelphia, a terra do Balboa. Vou ter que voltar pra lá.

Em Atlantic City, só tenho a dizer que é Vegas em tamanho reduzido. É uma rua cheia de cassinos, bares, lojas e entretenimento e fica de frente pro mar. Certo, Vegas não tem praia rs. É bem bonitinha a cidade e tava batendo um vento daqueles. Uma delícia andar pela areia cheia de blusa de frio rs.

Em Baltimore, a parada foi super rápida, mas tem que ser assim mesmo. Parar, descer e tirar foto. É um porto. Uma gracinha. Siri por lá é fácil de encontrar. Em Boston era lagosta.

No intervalo de conhecer Washington no sábado, e voltar pra lá no domingo, passamos também pelas Cavernas Shenandoah, em Virginia. Muito bonito, mas muitas partes não dava pra confiar que é de verdade. Era muito perfeito. Mas gostamos muito também.

Em Washington fomos pelos principais pontos, que já se era de esperar. Passamos pela Casa Branca, Lincoln Memorial, outros lugares, e conseguimos conhecer o Capitol, o lugar que não tinha conseguido ver da outra vez. Passamos pelo centro de DC também, onde tem os museus.

O melhor de tudo no tour foi ouvir Chinês do começo ao fim, com um guia super gente fina. Nunca dei tanta risada. Fora que ganhamos a amizade de mais brasileiras: Ju, Alana e Paulinha. Valeu mesmo pelas risadas meninas.
Enfim, o primo em NYC foi um presentão pra mim. Eu não canso de dizer que minha família é meu maior tesouro e eu faço questão de preservar. Espero que tenha se divertido primão e que tenha realmente amado NYC. Volte sempre que puder.

Um beijão.

Obs: Numa próxima vez reservo um hotel de luxo, com piscina e cerveja, e também te levo pra uma balada em NYC pra beber até cair. Blz?