Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Publicação no Diário de SP - 3


Pela terceira vez o Diário de São Paulo publica um texto meu. Dessa vez escrevi sobre a cara que o Brasil tem. Para quem se interessar, o link do jornal é:

ou então é só salvar o link do blog e voltar sempre.

Segue o texto publicado:

Brazil, meu Brasil Brasileño

Todo mundo já teve um amigo alemão. Loiro, alto, branquelo, galego, alemão. E aquele japonês? Falou em Japão vem os olhos puxadinhos em mente. Americano é gringo, é bem parecido com o alemão. Jamaica me lembra os negros dançando, aquela galera com rasta. Francês? Se descobre pelo sotaque sensual. Mexicano e Colombiano é difícil de diferenciar. E o brasileiro? Que característica o brasileiro tem? O que te faz olhar para alguém e dizer que parece ser brasileiro? "Brasil, meu Brasil Brasileiro..." como diz a música de Gal Costa, nosso país é cheio de gingado, de felicidade, mas não tem uma raça exata. Mulato. O Brasil é mulato, mas se tornou um país cheio de cores. A diversidade existe. Você encontra japonês, alemão, francês, americano, todo mundo num mundo chamado Brasil.

"Ôi, esse Brasil lindo e trigueiro, É o meu Brasil Brasileiro, Terra de samba e pandeiro, Brasil!... Brasil!" (Trecho da Música "Brasil, meu Brasil Brasileiro", de Gal Costa)

Brasil é terra de samba, de pandeiro. As mulheres são gostosas e os homens perigosos. Como o Brasil é perigoso. Isso é o que definem os estrangeiros. Mesmo com essas denominações pejorativas, ninguém pode negar que o Brasil acolhe. Brasil é um arco-íris. Encontramos de tudo um pouco e do pouco o bastante para se orgulhar e dizer que nós somos calorosos e que da nossa feijoada, o americano não come. Que mesmo que o perfume não seja francês, nós temos os melhores e mais belos jardins. Nós temos verde e ar. Nossa cerveja não é das melhores, mas temos as melhores companhias e os melhores ambientes. Nós falamos alto. Nós unimos povos nas esquinas. Nós somos mundiais. Nós somos do futebol mundial e do vôlei também. Não somos de uma característica só. Nossa força move gerações.

Brazil com "z", Brasil com "s", Brasil, brasileño. Nos idiomas mais populares, nós divulgamos nosso nome com garra. O Brasil não é um país de primeiro mundo, mas pelo menos a força que nos resta não é usada na guerra e a nossa energia não mata. De primeiro mundo, basta as mais variadas nações que circulam pelas ruas de ponta a ponta no nosso mapa. Se te envergonha ser de um país pobre, me orgulho de ser de um país rico... de energia, de amor e de amizades. Existe o lado ruim, mas não é dele que lembram quando dizem "carnaval, futebol e mulher bonita".

Brasil é terra de Pelé, Ronaldinho e de paz. O resto é a gente quem faz.

Formada em Publicidade e Propaganda, moro nos Estados Unidos como Au Pair há um ano e quatro meses. Se quiser acompanhar a minha experiência nos Estados Unidos, basta acessar meu blog: http://umchocolateaupair.blogspot.com ou me seguir no Twitter em www.twitter.com/umchocolate

Marcela Rios

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

M's