Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Amizade em arco-íris


Ela ri você ri junto, ela chora você chora junto. Tudo anda dando muito certo e ela compartilha a felicidade com você. O mundo desmorona e ela se abala também. Você, ela, ele. Não importa o gênero. Homem com mulher, mulher com homem, homem com homem, mulher com mulher, não, não é de relações sexuais que estou falando. “Podes crer, eu tô falando é de amizade...”.  Amigos de infância, amigos de escola, amigos do colegial, amigos da faculdade, amigos. “Amizade” palavra que cria vínculo, que cria laço e não nó. Um conjunto de coisas boas numa relação de amor, carinho, afeto e compaixão. Por mais que o tempo passe, você sabe que pode contar sempre que precisar com aquele amigo ou amiga de longa data. Tem amigo que te conquista em pouco tempo. Você sente como se já conhecesse de muito tempo atrás. Não importa tempo. Amizade é aquilo que quando te aperta o peito, te apertam num abraço e você sorri. Amizade é aquele momento em que você quer chorar sozinho em silêncio e o silêncio do outro completa o seu. Amizade é um sentimento de irmãos, de vida. Você passa a vida inteira se prendendo a muitas pessoas, e no fim das contas você descobre que amizade não prende ninguém. Ela te deixa livre pra viver o que te faz bem, o que te completa. Tem irmão-amigo, tem mãe-amiga, tem amiga que é amiga mesmo. Uma junção de nomes e de citações que te levam sempre pro mesmo lugar: união. E unir não é cobrar, sufocar ou jogar na cara o que você já fez de errado no passado. Unir é conversar, encontrar a melhor saída pra qualquer momento da sua vida. Amizade é cantar alto, rir junto, dividir emoções. É, por mais que as coisas aconteçam que você sempre tenha com quem contar independente do que você é, do que você foi ou do que você vai ser. Amizade é um presente que se vive agora e que você guarda pra sempre. Amizade transforma sua vida em preto e branco num verdadeiro arco-íris, num leque de pantone ou qualquer outra referência de cor que você conheça. Quando tudo parece escuro e sem graça, a vida vem e te mostra que existem pessoas que vieram pra ficar e mudar tudo. Pra melhor, sempre. 


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

SP: Sem Palavras!

Já tem um tempo que São Paulo se tornou uma fábrica de violência. Sim, uma fábrica. Pessoas trabalham para que o mal continue proliferando, para que as pessoas continuem sendo atingidas por uma política errada, por uma segurança inválida, por vergonha, por injustiça, por nada. Policiais e bandidos numa guerra sem fim. Inocentes morrem e as manchetes dos jornais se tornaram as mesmas "Madrugada violenta em SP". E nada muda. As coisas estão acontecendo debaixo do nariz de todo mundo, de bandidos, de policiais, da população, de inocentes, de trabalhadores e nada muda. Os jornais anunciam, as pessoas se isolam. São Paulo virou um recanto de guerra fria, de fogo cruzado e um mar morto. Ninguém se mexe. O "toque de recolher" não existiu em momento algum oficialmente, porém se tornou uma ação popular involuntária para proteção, por segurança própria. Se aproximar de policiais virou armadilha. "Duas pessoas morrem", três, quatro e os números só aumentam. A maior cidade do Brasil virou a maior vergonha pública. O transporte dá nojo, não transmite segurança alguma. As ruas viraram prato cheio pra quem gosta de matar. Bandidos dominam a cidade, inocentes continuam morrendo por absolutamente nada. Ah sim, existe um motivo... não estavam em casa isolando-se do crime, da falta de segurança que existe na cidade. Criminosos à solta fazendo a festa nas noites paulistanas. Não, eles não estão frequentando os bares mais badalados de São Paulo. Eles se contentam com botecos de esquina na periferia. E nesse mata-mata quem paga é você ao se auto excluir de uma vida social, porque a cidade está perigosa. De verdade, o que me preocupa é quanto tempo isso vai levar. Mais quantas pessoas precisam morrer para tomarem uma atitude drástica e acabar com esse ato circense que não gera riso nem choro. Gera desespero, isso sim. São Paulo, existiu uma época em que eu gostava muito de você, e essa época foi quando resolvi morar aqui para realizar sonhos. Infelizmente hoje você não me deixa dormir. 

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Aqui jaz um jazz!

A música aquece a alma, purifica, transforma, enobrece, engrandece, nos faz superar, nos faz chorar, nos enriquece. A música nos afasta, nos aproxima, nos ensina. Há muito tempo curtia jazz. Um barulho organizado que me atormentava, que me incomodava e que muito me acrescentaria. Eu nem sabia o quanto. Ouvia uma melodia estranha, um nó na garganta, uma sede tosca, um arranjo desarranjado que turbinava meus pensamentos e me tirava o sono. Um acorde de acordo com o que me ausentava, a fé que me faltava, a poesia que não tinha. Aquele jazz que me fez mal um dia, hoje virou melodia de samba de roda, de canto molhado, de puro devaneio. O jazz era da gringa, da terra que não tinha pinga, do frio, do amadurecimento. Esse jazz virou samba, virou pura fé, maturidade e conhecimento. O jazz que era pouco virou muito, muito mais alegria, mais música, mais canto pra deixar de canto o que não me encanta. Aqui jaz um jazz, aqui nasce um samba.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

No vai-e-vem do balanço!


Por quantas vezes nós nos pegamos preocupados com o que fizemos ou deixamos de fazer? A melhor parte da vida é cumprir aos poucos com o que você tem como missão na Terra. Seja lá qual for o motivo de existir, é notável que cada um tem suas especialidades e suas especiarias. Incrível como a gente pode transformar a vida de alguém sem nem sequer estar por perto, incrível como você pode magoar alguém sem ao menos conhecê-la. A vida é cheia dessas, nos derruba, pisa, chicoteia e de repente ela dá uma volta gigantesca e te arremessa um sorriso na cara. Aos poucos as coisas vão se encaixando, a vida se acertando e os sorrisos vão se multiplicando. Notícias boas, notícias ruins, não importa. A decisão é sua de ser feliz sem ferir, de propagar conhecimento e de fazer alguém sorrir sem medo. Muitos tombos pra te mostrar que o que é bom na vida está dentro de você e isso jamais alguém poderá te roubar. Quando você achar que as coisas não estão como deveriam estar, levante cedo, tome um belo de um café da manhã, agradeça a Deus por tudo que você tem conseguido até hoje e lute pelo o que deve ser melhorado para o futuro. As coisas se ajeitam, se encaixam. O ser humano é firme, seguro e quando não estiver assim, quando não se sentir assim, faça uma boa ação e alegre um coração. Muito, mas muito feliz pelo dia de hoje e de saber que ainda existem pessoas de coração GIGANTESCO neste mundo. Bjo!