Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Boca aberta, mente fechada?



Religião, política, sexo, futebol, liberdade e outros inúmeros assuntos são discutidos e muitas vezes as opiniões opostas não te faz chegar a lugar nenhum. E as pessoas insistem. Insistem em diálogos sem fim, discussões desnecessárias e ninguém acrescenta nada a ninguém. Religião você acredita no que quiser ou não acredita em nada. Política, um assunto recheado de coisas podres, ainda gera brigas, conceitos expostos que não dizem nada. Sexo, o assunto que causa polêmica, em algumas pessoas vergonha, opção sexual colocada em pauta pra não te levar a lugar nenhum. Futebol, se você torce pra um time é problema porque você torce e se não torce é porque você é diferente, estranho. Liberdade... o que é liberdade pra você não é pro outro e assim continuamos caminhando e falando merda. Pior, fazendo merda. Opinião própria é um assunto seu, peculiar, particular, único. Expor é uma decisão sua e se você acha que vale à pena discutir, vá em frente. Trocar informações sobre todos esses assuntos e muitos outros pode sim te acrescentar alguma coisa de bom, mas quando vira ofensa, intriga, confusão, pra que continuar? Existe uma coisa nessas entrelinhas chamada respeito e se você sabe o que essa palavra significa aí sim você pode falar sobre o que quiser, pois você vai saber quando parar, você vai saber conversar como gente grande. Engraçado como as pessoas gostam de se ofender falando abobrinha. Aquele velho ditado de que temos dois ouvidos e uma boca, portanto devemos ouvir mais e falar menos se encaixa perfeitamente naquela situação de respeito quando você quer conhecer o outro e não ofender. Quando você abrir a sua boca pra julgar, criticar ou comentar algo, pense se você tem argumentos válidos pra isso, ou então você vai passar vergonha e de elefante você vai virar formiguinha e vão pisar bem na sua cabeça rindo e alegando que você é um bosta que não sabe o que diz. Ateu, cristão, evangélico, praticante de qualquer outra religião... você escolheu, você tem sua opinião, então quando for falar mal de alguma situação voltada pra religião, procure falar bem do que você tem em mente. Seja para religião, esporte, política, etc, se você tem coisas válidas pra oferecer, acredite... não haverá argumento algum que te provará o contrário. Se te causar dúvida, desculpa, mas você não sabe do que está falando. E aquela mania idiota de discutir heterossexualidade ou homossexualismo? Caramba, o povo não cansa não? Quer saber a diferença de heterossexual e um homossexual? Mantenha todo mundo de boca fechada e me diga a diferença. Somos iguais, somos todos iguais. O que se faz entre quatro paredes, se um vai ter filho e o outro não, isso é problema de quem é o que é e pronto. Vai lavar louça que você ganha mais, ou passa numa “gataria” e compre quantas vidas for necessário pra você cuidar. Sei que caça-palavras não vai suprir seu passatempo pra esquecer tal assunto. E quando você diz que adora o PT? E se disser que ama o PSDB? Noooossa, como você é otário. Ah pelo amor de Deus, cada um vota em quem quiser e pra fazer alguém mudar de ideia você precisa ser muito bom no que diz e provar que o seu é bem melhor de forma culta, educada e firme. Enfim, tudo isso pra dizer que o que você faz, o que você acredita, o que você é, é problema seu. Mas pra ser e viver tudo isso você precisa estar seguro do que diz e estar pronto para qualquer diálogo que surja. Comunicar é uma arte. Dialogar é um dom. Ofender é uma burrice. E que vivamos numa sociedade de pessoas de mentes mais abertas, bocas mais fechadas e ouvidos mais sensíveis. Quem sabe assim conheçamos a receita de socializar com estilo... a sinceridade e o respeito. Uma ótima semana! =)