Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Parabéns São Paulo


São Paulo comemora mais um aniversário, e merece os meus parabéns. Uma cidade que tem todos os tipos de comidas do mundo, que tem miscigenação peculiar e que, afinal de contas, acolhe todos os tipos de pessoas sem problemas. Claro, São Paulo não tem problemas, tem? Polo comercial e de grande importância nos negócios, São Paulo está sempre de portas abertas para receber estrangeiros, empresários, entre outros. Mas se for falar da classe alta, gente com dinheiro e que consegue se sobressair das piores situações, não estou falando de São Paulo. São Paulo é terra de ninguém. O que particularmente era um sonho, um lugar de alegria e de crescimento, hoje é um pesadelo. São Paulo merece os meus parabéns pela falta de vergonha na cara de superiores que não fazem nada pela cidade. Parabéns senhores pela vergonha que essa cidade se tornou. Hoje me sinto insegura e cansada de tanta violência. Mesmo que eu não esteja envolvida (graças a Deus) na maioria das cenas que vejo diariamente na cidade, sinto muito pela ignorância das pessoas, pela falta de educação, pelas brigas, acidentes de trânsito, ameaças e assaltos em geral. Bandidos tomaram conta da cidade e pra ajudar a chuva veio com tudo e está acabando com as vidas de muitas famílias. Se você ensina seu filho a não falar palavrões, pode ficar tranquilo, a cidade ensinará. A cada má-criação, todos falam mal. Falar mal alivia o estresse aderido na cidade, do tumulto, da falta de normas e regularização. Mas os palavrões são de menos, o que me preocupa mesmo é a violência física, a grosseria que resulta em mortes, pancadaria e limitações. Já amei São Paulo de uma forma que nem tenho como descrever, mas hoje esse amor se tornou ódio, uma raiva sem tamanho pelas limitações que a cidade oferece. Sair à noite só se for tudo muito bem calculado. Ao mesmo tempo em que corro o risco de sofrer um acidente com o bando de doentes bêbados por aí, corro o risco de ser assaltada e passar a noite na delegacia.  A noite não é apenas uma limitação, mas bandido não tem mais hora para agir. De manhã, de noite, à tarde, enfim... Você luta para conseguir algo e esses marginais aparecem e acabam com o seu dia. Ah São Paulo, onde estão os policiais? Fazendo parte de quadrilhas, aumentando o tráfico de drogas, dominando pontos específicos que nos assustam. Ao invés de nos proteger, muitos dos policiais ajudam os ladrões. Tropa de Elite não é apenas um filme, acredite. Falando assim, os apaixonados pela cidade vão criticar e dizer que São Paulo é uma cidade linda, maravilhosa e encantadora. Não tiro a razão dessas pessoas, pois já passei por esse sentimento, mas convenhamos que hoje em dia SP não nos oferece liberdade de viver. Parabéns São Paulo, parabéns por me oferecer novos caminhos, novas oportunidades e me fazer enxergar que existem muitos outros lugares para viajar e fugir dessa selva de pedra. Parabéns São Paulo por me permitir procurar por outras cidades que me faça ficar em paz e esquecer a zona que isso aqui se tornou. Parabéns governantes por tornar essa cidade fantástica numa ilha do medo. Mesmo com a experiência que tenho de outros países, jamais compararei SP com Nova Iorque ou Quebec, afinal de contas cada país tem a sua força, a sua política e estrutura e cada um sabe o que faz com tudo isso. São Paulo é uma cidade gigante e levará muito tempo para organizar tudo isso. A impressão que tenho é que isso aqui vai virar uma guerra onde o crime vencerá. O crime não parte apenas das violências das ruas, mas também da política. Não se vê investimentos em vias públicas, em moradia para pessoas de baixa renda, em transporte. Puta que pariu, o transporte. Perdão pelas palavras, mas o cidadão paulista é transportado em condições piores que animais, que carga de materiais para construção. Além disso, é preciso acordar super cedo pra chegar ao trabalho. Você se arruma, sai todo cheiroso e chega no trabalho parecendo um espantalho. Metrô, ônibus, enfim. Quem trabalha de carro, sofre com o trânsito e as agressões verbais. Quem trabalha de moto, divide espaços que nem sequer existem e quem trabalha de bicicleta, adere a qualidade de vida não sei onde, respirando esse ar podre que acarreta problemas respiratórios e dividindo espaços míseros correndo riscos de atropelamento em cada esquina. Ah São Paulo, parabéns. Meus parabéns pela indignação, pela insegurança, pela insatisfação. Se você se sente feliz aqui e seguro, meus parabéns são pra você. Você é um exemplo da omissão de valores e da proteção desconjuntada que esse lugar possui. São anos e anos esperando resultados e eles vieram: “A criminalidade tomou conta da cidade e a sociedade põe a culpa nas autoridades...”. Parabéns São Paulo! Muitos anos de vida, pois nós cidadãos, morremos um pouquinho dia após dia. E olha que eu nem vou me arriscar a falar da Copa. Um abraço! 

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

O ano da Copa do Mundo


E chega o tão esperado ano da Copa do Mundo. Críticas de todos os lados, reclamações e muitas vírgulas. A Copa exigiu um movimento financeiro muito grande do nosso país, principalmente dos cofres públicos, porém tenho certeza que isso vai ser passado em branco. Brasileiro tem memória curta e todas essas reclamações vão ser jogadas no ventilador e nada vai acontecer. Antes de reclamar dos impostos e o quanto foi investido nos estádios de futebol, garanto que já tem gente olhando o calendário pra ver quando vai folgar pra assistir o jogo e com que galera estará presente. Gente, o Brasil é o país do futebol, exemplo mundial, campeão cinco vezes, então pode falar o que for. A Copa vai acontecer. As consequências virão se o Brasil perder, ah isso sim. Imagina o país sede, cinco vezes campeão, perder a Copa em casa? Vai ser avassalador. Se cuida Felipão, pois a torcida não vai calar, pode esperar! 

Agora vem cá... como vai ser a comunicação durante a Copa? Taxistas, motoristas de ônibus, pedir aquela ajuda no metrô, enfim... tudo em inglês? Será que estamos preparados para ajudar? Acho que não. O que a Fifa com certeza vai ter que dispor é uma equipe sensacional que supra as necessidades dos gringos. Mas a Fifa precisa mesmo fazer isso? Gringos, meus queridos. Quando viajamos para fora do país temos a obrigação de saber falar inglês, agora quando os gringos vem para o Brasil nós precisamos ainda assim falar inglês? Talvez. O fato é que muitos gringos que falam inglês são preguiçosos pra aprender o português, ainda mais pra um evento mundial onde o inglês deve ser considerado o idioma principal. Em inglês ou em português, acho que a comunicação vai ser um evento à parte. E acredito que cada comissão técnica tenha um intérprete para ajudá-los. Para os gringos que vão comparecer no Brasil para assistir os jogos, desejo boa sorte. Que ao menos o guia de sobrevivência em português façam parte da vida de vocês, ou nem ligo se vocês estão procurando o metrô (subway) ou o restaurante fast food.

Milhões, bilhões, zilhões... não importa! Tenho certeza que a emoção vai tomar conta do país, que essa terra gigante patriota vai tremer e vamos torcer pelo sucesso da nossa seleção. Os bares vão explodir, os telões vão surgir em garagens, salas e botecos, as famílias estarão reunidas e vamos gritar, gritar como nunca. É um orgulho imenso torcer pela seleção, e que venha a Copa. Vamos torcer e esquecer de todos os problemas que o país tem. Futebol, pão e circo, a teoria de entretenimento mais famosa no mundo. Mesmo que existam famílias sofrendo, que o sistema de saúde esteja uma bosta, que as favelas não cansam de aumentar e que o transporte coletivo seja menos confortável que um caminhão de bois, estaremos fazendo "ola" e gritando "olé", isso é fato. 

Amante ou não do futebol, aceite... a Copa vai acontecer e muita gente nem vai ligar se você tem arroz e feijão em casa. A Copa é um propósito interativo e que é pra trazer distração. 

Que venha a Copa do mundo. Que venha Cristiano Ronaldo, Neymar e todos os nomes famosos do futebol mundial. Que o entretenimento seja de todos, sem violência e com muita alegria. Junte os amigos, a família e boa diversão. Ninguém gosta de ficar discutindo problemas. Gosta?

O mascote

A bola oficial da Copa 2014