Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Central Park - A foto


Quando você acha que já viu de tudo, aparece uma foto dessa.
Foto tirada no Central Park. Ah, foi criativa vai?! rs.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

New York City - O vídeo (Dica)

Pensa no prazer e no orgulho em dizer que já fui em todos esses lugares aí. New York City é o máximo, e o que não falta é coisa pra fazer. Fica a super dica. (fonte: Globo)



Clique aqui e assista o vídeo sobre New York City sem cortes. Tentei configurar o vídeo, mas os vídeos do Globo.com não se encaixam na página.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Um pedacinho de recordações

Em homenagem à todas as meninas que estão comigo, perto ou longe, e que desfrutaram dessa época.
Foi comentado no domingo com a Mari Miojo, Pri e a Anna, então não custa nada. Eu amava Chiquititas rs. Não tenho do que reclamar da minha infância. Foi muito bem aproveitada com a TV Cultura, com Chiquititas e outras programações que hoje em dia me trazem as melhores lembranças de toda a minha vida. Vai dizer que você não se lembra da TV Colosso? Dos Power Rangers? Dos Teletubbies? (eu odiava) Da Punk A levada da Breca? Blossom? Sabrina A feiticeira? Smurfs? Doug? Do Capitão Planeta? Pica-Pau? Ursinhos Carinhosos? Da Xuxa cantando "quem quer pão"? Do X-Tudo? Do Castelo Rá-Tim-Bum e do Rá-tim-Bum? Dos Contos de Fadas? Do Caça-Talentos? Sandy e Jr em miniatura? rs. Todas essas coisas que nos traziam alegria e que hoje são lembranças boas e engraçadas. É aí que eu digo "Nós éramos felizes e não sabíamos".  

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Philadelphia - PA


Finalmente pisamos na terra do Rocky Balboa. Num calor de 36 graus, eu, Mari Miojo, Anna e a Pri, andamos, canelamos, camelamos, mas conhecemos os principais pontos da Philadelphia. Não foi muito difícil, uma vez que a cidade é um ovo. Começamos pelo Liberty Bell, onde tem o sino tocado na Independência dos Estados Unidos. Passamos pelos prédios Old City, City Hall e Independence Hall. Todos os três são pontos históricos dos Estados Unidos. No Independence Hall foi onde assinaram a Constituição. Muito bacana, mas o Independence fizemos em duas etapas. Voltamos às 3h da tarde pra ver os cenários de quando assinaram um dos principais documentos dos EUA. Dentro desse intervalo fomos visitar a escadaria do Art Museum onde gravaram o Rocky e onde tem a estátua do Stallone também. A escadaria é grande, mas nem tanto assim. Achei que fosse maior. Todo mundo faz piadinha subindo a escadaria imitando a cena do filme Rocky. Faltou só a musiquinha. Foi divertido. De lá fomos pra praça onde tem o símbolo "Love", como o de New York, mas um pouco menor. Tinha também peças gigantes de dominó, um ferro de passar roupa, pinos e peças de xadrez. Tiramos bastante fotos, batemos mais pernas, aí sim voltamos pro Independence Hall e em seguida, passeio pelo Visitor Center, onde tinha uma loja bem bacaninha. Nossa! Quase esqueço de contar sobre o nosso super almoço. A Philadelphia tem como especialidade o Cheese Steak, que até então imaginava um "Steak" com "Cheese", mas nos surpreendemos. Cada uma pediu o seu e veio um lanche mega caprichado, e muito gostoso. Matamos a fome e a curiosidade também. No fim da tarde, já cansada de rir horrores, andamos pelo bairro Chinatown, que como todos os outros que conheço, é sujo, assustador e feio rs. Até uma tiazinha louca com uma faca na mão tinha circulando por lá. Entramos no Mc Donald's e quase vomitamos com o cheiro de hambúrguer. Fomos pro Burger King. PUTA DIFERENÇA DÃAAR! O lanche era horrível e a tentativa de raspadinha quase raspa nosso estômago isso sim rs. Gosto de Eno (sal de fruta) com cereja em pó. Foi isso. Nos divertimos, mais uma cidade pra lista, mais pontos famosos, mais experiência e conhecimento. Voltamos com os ling lings, num banco de bucha vegetal que pinica absurdamente, suadas, fedidas, nojentas e felizes com ótimas lembranças, e esse último item você pode esfregar, usar cândida que ninguém tem como arrancar da gente. Beijos!

- Posted by my iTouch.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Não deixe o peixe beber na praia

Twitter é a minha segunda vida online, depois do blog. Navegando nessa quinta-feira, trocando tweets com a Leticia Belchior, vi que ela começou a publicar sobre o que temos aqui nessa vida americanizada. O que encontramos por aqui, nos Estados Unidos, que muita gente nem faz ideia? Como é o uso de bebida alcoólica? E New York, como é? Trocando informações com ela, fica a lista editada que essa garota "foda, brasileira, viajante, justiceira e pegadeira", Leticia Belchior, escreveu. Definição publicada pra ela e por ela, mais que merecida. Ela é show.

Conclusões não precipitadas, mas vistas, vividas e viajadas:

- Levar o ingresso do show no Ipod e no Madson Square Garden eles escaneiam do Ipod mesmo! É demais!

- Aqui garrafas de plástico e latas (não amassadas) valem dinheiro. $0,05 cada. Você mesmo leva e a máquina te dá o cupom.

- Quando você compra bebida alcoólica em "self checkout" (auto-compra), a máquina apita pedindo pra você mostrar sua ID (documento com foto, identidade) e alguém vem conferir.

- O imposto é diferente em cada estado. Em NY é 8,45%, Illinois e Hawaii 10%, Flórida e Connecticut 6%. Em Pittsburg-PA não cobra taxa de roupas.

- Que mais?! Você não pode estacionar em frente ao Hidrante, é multa na certa. Já levei uma (a Leticia)! Aqui muito lugar pega fogo. É tudo de madeira, calooor!

- NYC, White Plains e Chicago, tem muita sirene. O tempo todo, muito barulho. Aqui em casa dizem que é sinal de segurança. Então tá, né?

- Não pode beber bebida alcoólica na praia. Por que? Eles pensam que não é seguro beber e ir pro mar. O que eu acho? Faz sentido. Só não é a nossa cultura.

- Crianças aqui tem noção do que é seguro, do que é saudável (aqui em casa). Desde cedo eles sabem. Cinto de segurança e cadeirinha no carro.

- A gorjeta nos restaurantes vai de 15% a quanto você quiser dar. Nos táxis é de 10%, acima. Não é educado não dar. Garçons vivem disso.

- Tem multa pra quem joga bituca ou chiclete pelo vidro do carro. É a tal da "gum ticket".

- NYC mesmo sendo barulhenta como é, tem placa em toda esquina "$350 Fine. Don't horn". É proibido buzinar.

- Pouquíssimos carros aqui não são automáticos, nunca vi um não ser. Não há radares nas estradas que poucas vezes são ruins, mas tem.

- Só não sei se o Deus brasileiro é diferente do Deus que olha aqui, mas aqui a qualidade de vida é maior. E pode chorar, tão melhor sim. E o Brasil tem um monte de qualidades, mas na educação que é a base, pode sentar e chorar. Corrupção e jeitinho brasileiro? Andam juntos.

- Pedágio se paga também arremessando as moedas sem ter cancela. Se der problema, buzina e alguém te ajuda. $25 multa pra quem não paga!

- Fui de NY ao Canadá pagando apenas 1 (um) pedágio de $5,50, 500 milhas. Pedágio de Alphaville, explica?

- NY é infeliz na geografia. Plantação boa, só de maçã. De onde vem o "Big Apple"? Sucos? 5 tipos. Laranja, uva, framboesa, maçã e limão.

- Suco só artificial. O de limão é em pó e líquido. Maçã é terrível. Laranjas vem do Brasil e da Flórida. Uva parece brasileiro. Framboesa? ECA!

- Tem muita gente gorda, mas realmente não vejo muitas, nem muitos fumantes também. Bebida na rua, não pode. Em Chicago pode. Bebida alcoólica só no porta-malas.

- Comida boa não é tarefa fácil, é o pior do País. Aqui em cima pelo menos. Padarias? No way. Delícias? Só Cheese Cake e Dunkin Donuts.

- Praia boa: Califórnia, Flórida e Hawaii. Aqui as praias são feias e tem que pagar. É o maior absurdo da vida. Eles querem dinheiro, nós diversão. É o fim.

- Aqui, concorrência em cia aérea é muita. Você viaja barato e justo. É por isso que eu viajo muito e também porque gosto. EM dólar, né? Vai mais longe.

- Que mais, God? Eletrônicos, roupas, TUDO É BARATO! Mas não frutas, baby! Só na parte sul do País. Onde tem praia e não neva.

- Os sapatos melhores e mais bonitos, pra mim, são os do Brasil. Polo Ralph Lauren aqui também é caro, mas no geral, é preço de C&A. Impressionante.

- Esquilos, gambás, coelhos, veados e mais um que tô esquecendo (deve ser guaxinim), fazem parte da vizinhança. Você vê em todo lugar. Veados se vê mais na beira da estrada.

- Policiais? Em todo canto. Fato. Não passar em farol vermelho. Tem sempre um policial escondido. Eles saem do esgoto. Uns são estúpidos e lindos!

- Você pode muitas vezes virar à direita no farol vermelho. É só ter atenção. Aqui placa de PARE não é pra olhar e ir. VOCÊ TEM QUE PARAR, 3 segundos e vai.

- Essa cidade que aparece onde estou agora (Scarsdale, NY) que não é a minha, é onde foi gravado "Esqueceram de mim" e é onde Jay Z e Beyoncé tem casa. E eu com isso?

- É tudo exatamante igual filme, como "Esqueceram de mim" e "Show de Truman". Cenários e situações parecidas.

- É sabido que americano se acha o melhor do mundo e um amigo disse que isso é ensinado na Escola. Não acho que são, mas tem uma educação boa.

- Eu conheci uma pessoa de 26 anos que nunca tinha viajado de avião. Eles, tenho a impressão, não saem da bolha deles pra conhecer além.

- Muita gente não sabe nem onde é SP. Acha que brasileiro fala espanhol, é muita ignorância, mas não dá pra generalizar, uns pensam assim.

- Eu não conheço crianças mais bem educadas que as que moram comigo. O pai é um Hommer, tem umas bolas foras, mas OK. São ótimos.

- Criança pra brincar com outra criança, tem que ligar e agendar. Fazer o famoso "playdate" e com hora marcada e contada.

- Fato: Judeu tem mais em NY, New Jersey, Philadelphia e Boston que em Israel. Ouvi dizer que só a população judia de NY já bate Israel. Judeus ortodoxos não são os de cabelos com cachos, minha familia nao usa e também é. Mas são Kosher, só comida com símbolo U, D e K. Dentro de um círculo essas letras, significa que é aprovado pela comunidade judaica e que eles podem comer. Parve (K) é desprovido de leite e carne. Judeu não mistura carne e leite, por um representar morte e outro vida. Aqui em casa, até material de limpeza tem de ser Kosher. É estranho no começo, não é minha religião, mas eu respeito. São opções. (Esse item serve para nós duas, pela diferença que a Leticia pode cozinhar outro tipo de comida, e eu não.)

- Sistema de saúde aqui é complicado. Caro e o público é até onde sei, precário. O filme do Michael Moore, "Sicko", mostra bem a realidade.

- Quando eu cheguei, vi muitas geladeiras no supermercado. MUITAS, ou seja, comida congelada? Tem bastante. Mas tem muitaaaaa coisa fresca também.

- A Capital de NY NÃO É Manhattan ou NYC, é Albany, no Norte do Estado, direção à Montreal, CA. Brooklyn é um bairro de NYC, mas tá fora da Ilha.

- Me parece assim, não tô certa, que nem pelo lance de reciprocidade, mexicano precisa de visto pros EUA, mas americano pro México, não.

- Uma melancia aqui chega a custar $10 e um mini abacate, $2 cada.

- Os melhores shows sempre estão em NY! Cada cantor sempre fala algo especial sobre NYC. É sensacional poder morar aqui e ouvir isso.

- NOSSA! LEMBREI! 3 limões, aqueles verdes pequenininhos, por 4 DÓLARES! Caipirinha pra que gente?! rs.

E cada dia se descobre mais coisas.
Leticia, muitíssimo obrigada pelos tweets e continuamos firmes e fortes.

Beijo galera! Comentem. (não por e-mail rs)



quinta-feira, 22 de julho de 2010

13 meses

1 ano e 1 mês. Olha que eu quase não escrevo, viu? Quem me lembrou foi a Tássia no fim de semana. Depois de um post caprichado como o do primeiro ano de Au Pair, fica até feio publicar qualquer coisa agora, e até que os pensamentos não são muito diferentes. A única diferença é que sou uma pessoa mais feliz, mais realizada e mais pé no chão. Estou contando os dias pra estar no Brasil, pra ver meus amores, pra ver meus amigos. Agora, ao invés de dizer "faz tanto tempo que estou aqui", começo a dizer "falta tanto tempo pra estar no Brasil". Quero muito ir pro Brasil,  muito mesmo. Tenho planos, tenho vontades, e já tenho orgulho o bastante por estar aqui, por tudo isso que vivo aqui. Agora faço meu último curso daqui, tem mais viagens, Agosto é mês de Disney e tudo anda perfeitamente bem. Fora que agora jogo futebol toda semana, faço natação e estou há um mês longe de coisas que me faziam mal, por exemplo o tal do P.M (piada interna). Me transformei da água pro vinho, do mal pro bem, do melhor pra melhor ainda. Me sinto feliz e já assumo a felicidade de ter morado nos Estados Unidos. Parece cedo, mas não tem como, meu coração está saindo pela boca e preciso dar uns amassos na minha mãe e abraçar minha família. Fora todos os outros planos que estão em andamento. Uma coisa é fato, eu vou sentir MUITA FALTA DISSO TUDO. Mas a vida é assim. Somos sempre lagartas virando borboletas. Nos adaptamos, suportamos, vivemos. E é assim que se constrói personalidade, caráter e experiência. Sou muito feliz, muito feliz mesmo. Muitos amigos, muitas pessoas que me fazem bem todo dia. Da mesma forma que me surpreendo com gente que me faz mal, me surpreendo com pessoas que me fazem MUITO BEM. Hoje, se pudesse resumir minha vida em uma palavra ela seria: SATISFAÇÃO. Satisfeita, feliz e realizada.

Sobre o número 13, que seriam os 13 meses de Au Pair, tive que me desdobrar, mas encontrei algumas coisas pra ressaltar: Sexta-Feira 13. É assustador passar 13 meses longe de casa não é? 13 é azar, é zica. E vai dizer que na vida de Au Pair o que mais tem, não é zica? Pergunta pra Cecconi, pra você ver rs. Pra Tássia então. 13 é o número do Zagallo e da Taylor Swift. 13 é um número estranho e ímpar, por isso não gosto. 13 me lembra olho gordo, assombração. Espero que não seja nada disso, porque dá medo viu?! Se lembrarem de mais alguma coisa, comenta aí.

Só pra ressaltar, dia 14 estou na Disney. Aeeeeeeeeeeeeeee.

Beijo gente! Parabéns por mais um mês!





quarta-feira, 21 de julho de 2010

Acreditar

Acreditar é o segredo. Acredite que você pode vencer, que você pode surpreender você e os outros. Coloque-se em primeiro lugar, sempre. As pessoas vão e vem e elas são falsas, medíocres, hipócritas. Sim, nós somos. O ser humano é um bicho ruim. É bom pelo o que convém. E por ser tão podres, tão cretinos, machucamos os outros e isso acontece com todo mundo. Tente pelo menos não liberar esse odor. Respire e deixe as pessoas ao seu redor respirarem também. Transforme-se. Questione-se. Duvide. Os momentos são únicos, ninguém te rouba o conhecimento e nenhuma pessoa te completa. Você não é uma caixa vazia, nem um tubo de ensaio. Lei da vida, regras de sobrevivência humana. Feliz comigo mesma, mas nunca sozinha. Porque quem se sente só, sofre, e "sofrer" é uma palavra que sumiu do meu vocabulário. Se for pra sofrer, que seja pelo o que o destino pede, não pelo o que o meu presente oferece. Garanto pra você que sou muito mais feliz agora olhando aqui dentro, do que quando olhava lá fora. E é assim que tem que ser. Right?!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Balada NYC + Jantarzinho Grego






Segunda-Feira, e daí? Depois de um fim de semana desse, nada pode atrapalhar. Três estados num só fim de semana, reencontro com a lindona da Tássia, muita diversão com a Pri e muita risada com o Aaron. New York, New Jersey e Connecticut no mesmo fim de semana. Balada em NYC, Flag Football, jantar num restaurante grego, delicioso, mas bem caro rs, bar, beijo na boca, muitooo beijo na boca e muitas, mas muitas risadas. Foi muitoooo bom. O jantar grego ficou pra história. Não dava pra entender o cardápio direito, era delicioso, mas deixar 20% de gorjeta quebrou nossas pernas hahaha. Dá até dó de falar o valor da conta rs. Mas foi muitooooo show. Neste fim de semana, até gente dormindo de conchinha teve. Teve gente beijando o fim de semana inteiro, muito suor numa balada quente pra caramba, gente bêbada falando merda e muita palhaçada. Valeu mesmo por tanta alegria. Foi demais. E agora o triângulo virou um quadrado hahahaha. Piada interna rs. Tássia, estamos juntas. Valeu mesmo por vir. Pri, tá quente, sem mais hahahaha. Aaron, AMOOOOOO!

E o calor permanece, continuo com os planos das viagens e logo começo mais um curso. O quarto curso aqui. Bacana, bem bacana.

Feliz, palavra muito curta pra expressar o tamanho da minha felicidade e paz de espírito.

Beijo gente!

P.S: Fotos banidas, só por e-mail rs.

- Posted by Marcela M's from iTouch.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Você é insubstituível?

Recebi hoje de manhã da Pri, e resolvi publicar no blog. Não sei quem escreveu, mas o conteúdo faz todo o sentido. Adorei. Tem muitos gestores, até mesmo pessoas do nosso dia-a-dia, que não valorizam o pouco que temos pra oferecer. No pessoal e no profissional, na vida, todo mundo tem um pouco pra ensinar, e muito pra aprender, e vice-versa. Um ótimo fim de semana pra todo mundo! Boa leitura.

"Para todos insubstituíveis que conheço!

Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça: "Ninguém é insubstituível."
A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada. De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:

- Alguma pergunta?
- Tenho sim.
- E Beethoven ?
- Como? - encara o diretor confuso.
- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?

Silêncio.....

O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal, as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que, quando sai um, é só encontrar outro para por no lugar. Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc... Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabem fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.

Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa.
Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências'. Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo, se Picasso era instável, Caymmi preguiçoso, Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico... O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos. Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.

Se seu gerente/coordenador, ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.

Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.

Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim: "Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias... e hoje, para substituí-lo, chamamos:... Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível".

Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda certeza ninguém te substituirá!

"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo, mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."

"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é, e outras, que vão te odiar pelo mesmo motivo, acostume-se a isso, com muita paz de espírito."

É bom para refletir e se valorizar!"  

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Gosto Musical

Crianças de férias escolares, mas indo ao Camp (diversão o dia inteiro, às vezes na própria escola, ou em acampamentos, campos, etc). Continua tudo tranquilo. Gosto muito desses dois pentelhos. Me divirto horrores. Se você acha que os meus lindos não tem gosto apurado pra música, aí é que você se engana. Dentre os grupos que eles gostam estão ABBA e Beatles. Claro que foram muito bem instruídos pelo pai. As músicas do momento são "Thank you for the music - ABBA" pra ele e "Party in the USA - Miley Cyrus" pra ela. Cantam as músicas inteiras e me fazem rir horrores. Fica aqui uma das músicas, pra vocês entenderem do que estou falando.



segunda-feira, 12 de julho de 2010

Baladas e Final da Copa do Mundo


E quem diria hein?! A Espanha ganhou a Copa. Assisti a final em grande estilo. As fotos oficiais estão abaixo. Essa foi tirada com o celular e é a camiseta do Paulo rs. Fui pra Albany - NY assistir a final com a Lisa, que é de Urânia também, tem noção?! Pois é. Peguei as pimentas que a mãmis mandou, meu presente e uma carta muito fofa. Assisti o jogo de espanhóis e holandeses, com as brasileiras, num bar alemão, tomando muita cerveja. E ô povo bonito hein?! Arrasou! Com certeza, eu volto!
Fim de semana caprichado, de sexta à domingo. Muito muito muito bacana. Aaron, meu americano mais divertido e fofíssimo, e a Pri minha lindona. Diversão na certa. Hoje é dia de ver meu pudim. Tava com saudade já. Depois publico as fotos do fim de semana. Show show show show!

- Posted by my iTouch. Marcela M's.

Fotos:









sexta-feira, 9 de julho de 2010

Madrugadeando

São 3h20 da manhã e se não consigo dormir gosto de vir aqui escrever. Não sei muito bem sobre o que falar, mas ultimamente leio muito as notícias e só tem coisa ruim hein?! Sem comentários pro caso do goleiro. Um monstro, isso sim. Tem a Lindsay Lohan, que não aprende a parar de fazer arte. Se ferrou de novo e foi parar atrás das grades. Tem morte, briga, só essas coisas. Por isso agora já entro logo em "música" ou "entretenimento". O risco é menor de me assustar. Dizem que falar de coisa ruim dá dinheiro aos jornais, mas tem umas histórias que nem tem como terminar de ler. Odeio as que falam de estupro, por exemplo a de Santa Catarina, da menina de 13 anos. Nossa, me ferve o sangue. Enfim, só me deixaria melhor se todos os culpados dessas tragédias, fossem punidos. A justiça acontece em alguns casos, mas em alguns anos, ou até bem menos tempo, os culpados estão soltos. Ave Maria viu!

Tenho algumas notícias boas. Me livrei do passado, do que me sufocava. Consigo viver minha vida em paz sem me preocupar com os restos. Auto-controle é tudo nessa vida e estou de parabéns. Sem crises, sem choros, sem drama, sem nada disso. Respirando muitooooooo melhor. E tenho que publicar isso mesmo, porque foi uma vitória. Aprender a cuidar de mim mesma, em colocar na cabeça que tinha que ser assim, não foi fácil. Mudei alguns hábitos, não confio mais nas pessoas, aprendi a ser sozinha e a administrar melhor as amizades. Nem tudo que reluz é ouro, não é mesmo?! Pois é. Fiz minha parte, agora a vida faz o resto.
Já sei o suficiente pra não desperdiçar uma lagrimazinha sequer. Não merecia isso, não mesmo. Enfim, as coisas andam muito bem, as companhias, minhas atitudes e sinto muitaaaaaa saudade do Brasil. Mas minha vontade era só ir dar um oi e voltar rs. Eu gosto muito da vida aqui. Mas não tem jeito, meu coração mora no Brasilzão.

A outra notícia boa, vou assistir Brasil x EUA em New Jersey dia 10 de agosto. Lembram que vai ter o amistoso da seleção? Pois é, já comprei meu ingresso. Vou com a Pri, meu pedacinho dos EUA que voltou pra mim rs. Ela que disse kkk. Vamos levar nossas vuvuzelas e fazer barulho na inauguração do estádio do Giants assistindo as duas seleções que queríamos num único jogo. VAI BRASIL! Estaremos lá com a plaquinha "Galvão filma nós" e "Mãe eu tô na globo". hahaha. Fiquem de olho.

Outra notícia boa, Disney está chegando. Tem noção que eu vou pisar num dos maiores parques do mundo, e um dos mais desejados também?! Show de bola! Haja cartão de
memória pra aguentar tantas fotos kkkkk. Minha câmera vai explodir rs.

Bom, vou tentar dormir. Tomei um remédio pra enxaqueca que me levou a dor embora e o sono também rs. Devolve o sono né?! Bom dia-noite pessoas!


- Posted by my iTouch. Marcela M's.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

1 criança grande e 2 pimentinhas

E no calor, o que resta é arrumar brincandeiras que envolvam MUITA ÁGUA.
Fora a diversão, tenho que ter meu exercício diário também rs.
Olha o que essas crianças me aprontam, e repara no que apronto com eles.
 AMO!



quarta-feira, 7 de julho de 2010

O dia MAIS QUENTE!



O dia em que litros e litros de água não matava a sede, que a temperatura variava de 39 a 43 graus Celsius, que em Celsius chegamos a 43 graus e em Farenheit ficamos nos 3 dígitos. O dia em que a camiseta molhou de suor em 5 minutos no sol, que a bermuda incomodava e que os óculos de sol não ajudavam muito. Nessa terça-feira, dia 06 de julho de 2010, tive a sensação de estar naquele lugar feio e quente que as pessoas quando são más e morrem, vão pra lá. Sabe? Então. Horrível. Mas sobrevivi. Dava pra fritar não só um ovo no asfalto, mas dava pra fazer omelete, bacon frito, qualquer coisa do tipo. Um bife viraria borracha se ficasse muito tempo. Nossa Senhora! Quente, mas MUITO QUENTE!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Chicago - IL







Chicago fica no estado de Illinois, e perdeu pro Rio de Janeiro pra sediar as Olimpíadas em 2016. Fui visitar as Marianas. Mariana Cecconi e a Mariana André são minhas amigas que vieram no mesmo vôo, passamos pelos mesmos atrasos e ficamos nos mesmos hotéis há um ano atrás. A Cecconi volta pro Brasil agora, nessa quarta-feira, então viajei pra matar um pouco da saudade e pra dizer "bye bye". Além de vir no mesmo vôo, moramos perto uma da outra em New Jersey. Daí ela teve rematch e depois foi minha vez. Saí de casa na sexta à noite pra pegar o vôo às 6h da manhã em NYC. Quando estava em NYC esperando o ônibus pra ir pro aeroporto, vi uma galera se reunindo do nada e, lógico que, fui ver o que era. 4 policiais espancavam um cara dentro do mercado na frente do ponto. O cara era suspeito de roubar um pacote de sopa. Ele apanhou muito, ficou todo estourado jogado no chão, todo ensanguentado. Um cara que estava perto de mim disse que ele tinha problemas mentais e sempre ficava circulando lá perto. Não tinha motivo pra polícia bater daquele jeito. Enfim, voltei pra esperar o ônibus enquanto eles esperavam a ambulância chegar. Credo. Assim que cheguei no aeroporto, tirei um cochilo e embarquei. Cheguei em Chicago por volta das 7h30 da manhã e a Mari foi me buscar. No sábado fomos para as outlets da vida, porque a Mari ainda tinha coisas pra comprar. Passamos o dia lá. Gastamos muita sola de sapato. À noite compramos cervejas e nos acabamos no strogonoff de camarão que a Mari fez, acompanhadas pelo Bruno, que mora na Austrália e ficou na webcam conversando com a gente. Ah, a Mari mora em Huntley.
No domingo fomos pra Chicago. 4 de julho, independência dos Estados Unidos, feriado na segunda-feira, ou seja, fim de semana prolongado, a cidade estava entupida de gente. Passeamos, vi o tal do Silver Bean, o Feijão de Prata que fica no Millenium Park, nos refrescamos na fonte, andamos mais num calor do cão e fomos esperar a Mari André pra ver a queima de fogos do 4 de julho. A Mari veio com a Tais, Vanessa e o namorado americano e o Julio. As meninas são todas brasileiras e lindas, muitíssimooooo engraçadas e gente fina. Tivemos uma tarde agradabilíssima no Navy Pier, um outro ponto turístico bem lindinho de Chicago. Depois de rir tanto, tirar mil fotos, falar um monte de tonteira, assistir o show dos Teletubies (e a Mari conquistou o Dipsy kkk), tomar sorvete, cantar e matar a saudade, sentamos pra esperar a queima de fogos. Foi muito bacana. Achei que ia ser meia-boca, porque uma coisa que aprendi aqui, é não esperar muito das festas e eventos americanos. Mas foi legal. Depois disso, fomos andar na Roda Gigante. Olha a que ponto chegamos hahahaha. Nos dividimos em 2 grupos e descobri que meu medo de avião não é nada demais. Suei feito sei lá o que na Roda Gigante. Foi ridículo hahahah. As Maris riram da minha cara. Enfim, quando parei de ter medo, já estavámos no finalzinho kkkk. Ah acontece vai?! A vista de Chicago do alto à noite não tem preço. Olhei segurando na barra de metal, mas eu vi hahahah. Foi isso. Como disse a Mari André "Chicago é cidade engana troxa". Todo mundo fala, você acha que tem milhões de coisas pra fazer, mas no fim você descobre que não é tudo isso. É bonita sim, tem muitooos prédios, mas não é tão boa pra turismo não. Se quiser visitar, um fim de semana é suficiente e de preferência marque de ir com amigos, como fiz. É muito mais divertido com elas. Mari André, foi muitoooooo bom te rever, rir, etc etc etc. Tais, te vejo na Califórnia, sem mais. Vanessa, a calma em pessoa, um prazer te conhecer. Meninos, um beijo no bumbum. Mari Cecconi, agora que concluiu uma etapa, começa outra. A vida é um ciclo e agora é hora de começar tudo de novo. Que você tenha muita sorte e paciência daqui pra frente. Foi um prazer e tanto ganhar sua amizade e passar horas na webcam dando boas gargalhadas. Te vejo no Brasil, um dia.
Beijos!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Bárbara Vitória


Como fui pra Chicago, acabei esquecendo de publicar sobre o aniversário da minha tchutchuca mais linda, uma sereia. Olha essa foto de sereia que coisa mais fofa. Vontade de arrancar um pedaço. Recebi o convite, mas estou um pouco longe né? rs. Mas fiquei mega feliz por ter sido lembrada. Aposto que foi um festão pra essa coisa tagarela da minha vida. Que Deus te dê muita saúde minha linda, e muito mais felicidades. Saudade gigante de você. Beijo pra Barbara e pro primo Marquinhos também. Eles comemoraram juntos, fazem no mesmo dia. Parabéns para os dois.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Au Pair também mata!

Au Pairs que lêem esse post, prestem bem atenção sobre os riscos e benefícios dessa vida de idas e vindas que temos. O ser humano é capaz de coisas absurdas. O caso é de 2008, de uma Au Pair que me assustou um bocado. Li na internet sem querer, procurando informações sobre outros blogs, e achei essa barbaridade. A Au Pair é do interior de SP e veio pros EUA grávida do ex-namorado. Ela morava na Pensilvânia. Escondeu de todo mundo, tanto do Brasil quanto dos americanos. Conseguiu enganar e teve o bebê sozinha em seu quarto no basement da casa (a parte baixa da casa). Quando o bebê nasceu, em uma das versões, ela disse que cortou o cordão umbilical com uma tesoura após perceber que o bebê não tinha vida. Guardou o bebê em seu closet e no dia seguinte o bebê foi encontrado por uma das crianças que a Au Pair cuidava, quando foi desejar felicidades pelo aniversário dela. Parece terror, isso sim. A estudante foi acusada por ocultação de cadáver. Ela foi presa nos Estados Unidos, e a fiança teve valor reduzido de US$100.000 por US$10.000 dólares, por ela ser de origem pobre e a família realmente não ter como arcar com a quantia em dólar. Não sei se agora ela ainda está presa, porque não achei a resposta na internet. Se alguém souber, por favor, me fala. Encontrei vários depoimentos contraditórios dela, e foi isso com que fez que ela fosse presa. Uma hora disse que o bebê caiu, noutra dizia que o bebê estava morto, noutra que agarrou pelos braços e viu que não respirava. Muitas informações incoerentes. Olha, já ouvi e li de tudo quanto é assunto, mas esse me deixou de queixo caído. Enquanto achava o golpe do Green Card um escândalo, acabo de comprovar que tem louco pra tudo nessa vida e sempre tem algo pior circulando. Apesar que se for pensar, essa é uma forma e tanto de "passar" um bom tempo nos Estados Unidos. Babaca.