Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Frangalhos

Tiraram a esperança de cena. O corpo sede ao cansaço e à falta de sutileza. Não se ama como antes, não se compartilha momentos como antes. Coração em pedaços, a mente dominando a solidão e a ansiedade. O pouco não basta, enquanto o muito exagera. Partes para que? Precisa-se de algo inteiro, de uma conclusão válida de situações reais. Ele chora, ela lamenta. Ela é fria, calculista e egoísta. Não entende as palavras evacuadas. Parte dele depende dela, parte dela se foi. Difícil entender o que o cérebro diz e o que o coração permite. Ela se confunde, se atrapalha, se esquiva. Num caminho curto, horas se vão, o tempo excede. Ele pede calma, ela sem calma nem ouve. Ele inteiro, ela em frangalhos. Sorte existe, mas de nada adianta num complexo de inferioridades e de ignorâncias. Pena dele, azar o dela. Não se fala mais de amor, não se enxerga mais carinho. O caminho é esse, uma escolha nua e crua que acarreta afazeres e desprazeres. Ele com o corpo fraco apoia, supera e surpreende. Ela forte e objetiva se vai. Juntos se resumem numa confusão de sensações e de sentimentos que ninguém suporta, mas respeitam. Ele engana, ela extrapola. Nem aqui, nem ali, mas além e o além cansa, indaga e sufoca. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

M's