Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Flores Raras - O filme

  

A história é carregada de informações, é longa e surpreendente. Basta imaginar que tudo isso acontecia em 1951, época de tamanha disputa política e de padrões morais pra lá de irritantes. Bruno Barreto se baseou no livro "Flores Raras e Banalíssimas", de Carmen L. Oliveira e na história real da arquiteta Lotta e da poetiza americana Elizabeth Bishop.

Como já esperava Glória Pires simplesmente não deixou a desejar na atuação como Maria Carlota Costallat de Macedo Soares, popularmente conhecida como Lotta. No papel Glória vive a arquiteta responsável pela construção do atual Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro. Patrimônio histórico, lugar de diversão e pensado minuciosamente quando projetado. No filme não fica claro, mas Lotta nasceu em Paris e veio para o Brasil com a família onde cria grande mágoa pelo pai, Primeiro Tenente da Marinha, José Eduardo de Macedo Soares que transfere toda a sua herança para Horácio de Carvalho Junior e aí então se explica o comportamento tão avassalador diante do pai.

Lotta vive com a atual esposa Mary, americana, que deixou a família nos EUA por não aceitarem sua homossexualidade. Ou melhor, ela não deixou... eles é que passaram a ignorá-la. Enfim, nesse intermédio de relacionamento Mary recebe a amiga da época de faculdade Elizabeth Bishop, poetiza até então desprovida de prêmios e que decide passar alguns dias na casa da amiga. O que Elizabeth não esperava é que a relação de Mary e Lotta estivesse abalada e que elas estivessem vivendo como amigas. Surge então a atração entre Bishop e Lotta dentro da própria casa, numa chácara do pai de Lotta, conhecida como Samambaia. Lotta constrói dentro da chácara um espaço para Elizabeth onde ela volta a escrever poesias incessantes, inspiração que vinha do amor que sentia por Lotta. Mary se torna a amiga, enquanto as outras duas protagonistas vivem um amor intenso.

A relação entre Bishop e Lotta durou cerca de 15 anos. A poetiza se dedicava ao que escrevia e Lotta investia toda a sua energia no projeto do Parque do Flamengo (Aterro do Flamengo), apoiada pelo governador Carlos Lacerda. As duas se separam e Bishop volta para Nova Iorque durante o projeto de Lotta. Em 1967 Lotta resolve visitar a poetiza e no mesmo dia que chega em Nova Iorque comete suicídio com overdose de antedepressivos. De acordo com minhas pesquisas, Bishop faleceu com 68 anos com aneurisma.

O filme contém cenas quentes (quentes, não estou falando de sexo explícito) e causa reação sim. Numa cena em que Lotta é arremessada numa parede de vidro e a coisa começa a esquentar, é impossível não notar o comportamento das pessoas que assistiam o filme. Glória Pires e Miranda Otto arrasaram na beijação. Agora vem a melhor parte... sabe qual era a faixa etária das pessoas que estavam na mesma sala de cinema que eu? 18? 30? Errou! Casais heterossexuais e homossexuais com mais de 60 anos foram prestigiar o trabalho bem feito de Bruno Barreto, as excelentes atuações da Glória e de Miranda e de todos os outros atores e atrizes, além de conhecer a história fascinante de Bishop, que ganhou fama por um amor inesperado, que encontrou forças para viver novamente quando passava por um momento de desilusões profissional e pessoal. De verdade? Eu me senti emocionada com as senhoras e senhores entrando pra assistir o filme. Ao mesmo tempo em que pensei que elas pudessem apenas assistir por ser um filme de história antiga, pensei por outro lado também. Acreditei por 2 horas de filme que eles estavam mostrando uma quebra de preconceito absurda e que o mundo realmente está mudando. Nunca, mas nunca mesmo imaginaria assistir duas mulheres se atracando numa tela de cinema e meus “avós” estivessem sentados em cadeiras próximas comentando sobre as roupas, estilos e músicas da época. Sei lá, é só uma observação.

O filme foi ótimo, a história é linda, mas se você não tem saco, paciência ou estômago para assuntos sociais e políticos fique em casa e assista Sessão da Tarde! Óh que top!


Pra quem quiser saber mais sobre a Lotta: http://www.institutolotta.org/

(Lotta de Macedo Soares/ Foto: Divulgação)

(Elizabeth Bishop/ Foto: Divulgação)

(Parque do Flamengo - Rio de Janeiro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

M's