Um blog sobre Estados Unidos, Brasil e pensamentos aleatórios. Have fun!

Who read my blog until now?

United States, Brazil, Portugal, United Kingdom, Germany, France, Japan, Ireland, Canada, Netherlands, Turkey and Uruguay.
Aperte Ctrl + para aumentar o texto e Ctrl - para diminuí-lo.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Eleições e derivados

Antes de qualquer coisa, o blog está de volta!

Classe de baixa renda é coisa do passado. Políticos agora utilizam termos pejorativos para se referir ao povo brasileiro. "Pobres" ou "ricos", não importa. Até que ponto pode existir apelação para falar em rede nacional. Promessas que não serão cumpridas, falas bonitas de alto e de baixo calão são usadas para cativar e ganhar votos este ano. Candidatos para prefeito não medem esforços para comparar seus projetos com outros partidos, não se cansam de expor críticas sobre ideias de outros políticos. Mas é necessário criar clima entre partidos para expor suas intenções na política, queridos candidatos? Que tal mostrar o que pensa, o que acha com palavras de nível político e popular, mas sem menosprezar qualquer classe social. 

Sobre os candidatos para vereadores nem sei como me expressar sobre isso. Na verdade nem sei como começar. Romário na política, Tiririca, muitos outros nomes já foram aprovados e estão no comando. Devido ao que já aconteceu na política brasileira, não seria novidade alguma ter Netinho de Paula aprovado ou então qualquer outro cantor, mágico, humorista, etc. Que fique bem claro que a questão não é o cargo atual do futuro vereador, mas sim sua formação política para comandar ou para criar projetos e tornar uma sociedade melhor. 

Que os governantes sejam conscientes em seus futuros cargos independente de quem seja. Já temos vergonha o bastante circulando por aí. Mais uma, como o resultado do esquema do mensalão por exemplo ou o descaso com qualquer classe social, não me surpreenderia. São Paulo precisa de muitas, muitas, muitas mudanças e uma delas, com certeza, é educar aqueles que a governam ou que assim farão.

Enfim, como diria Pink... "Dear President, come take a walk with me..."